Elementos básicos da gramática latina



1. Declinações

O latim é uma língua declinável. Isto significa que a terminação ou desinência da palavra se modifica de acordo com a sua função sintática na oração. Por exemplo, a palavra ''puella'' (garota) se escreve assim se for sujeito na frase. Se for objeto indireto, escreve-se ''puellae'' e se for objeto direto, escreve-se ''puellam''. Outro exemplo: a palavra ''puer'' (garoto) será escrita assim, se for sujeito; ''puero'', se for objeto indireto e ''puerum'' se for objeto direto.

A forma básica da palavra é sempre aquela que ela assume quando exerce a função de sujeito. As demais são formas derivadas. O latim possui cinco declinações, que se distinguem pela terminação da palavra na sua forma básica e primeira derivação. Ao consultar uma palavra num dicionário latino, ela está geralmente na sua forma básica, indicando-se logo a seguir a primeira derivação. Nos casos já citados acima, a palavra ''garota'' aparece assim: ''puella, ae'' e a palavra ''garoto'' aparece assim: ''puer, i''. Veja a tabela das declinações, para melhor compreensão.



2. Classes das palavras

Em latim, as palavras podem ser de três gêneros: masculino, feminino ou neutro. Não há uma regra geral para se reconhecer a classe de uma palavra. Às vezes, corresponde ao gênero da palavra em português, quando se refere a pessoas, mas nem sempre. No caso do neutro, geralmente se refere a um animal ou objeto. Tudo isto serve apenas como indicação. Para ter certeza, deve-se consultar o dicionário.

Estas observações valem tanto para substantivos como para adjetivos e pronomes possessivos e demonstrativos. Estes seguem as mesmas regras relativas às declinações válidas para as palavras em geral. Quando um adjetivo qualifica um substantivo, deve ser declinado na forma correspondente.

Exemplos: É uma garota bonita. Pulchra puella est.



3. Formas verbais.

A conjugação dos verbos é feita de modo similar ao português, três pessoas no singular e três pessoas no plural, tendo cada uma sua terminação própria. São quatro as conjugações: a primeira terminada em ''are'', a segunda e a terceira terminadas em ''ere'' e a quarta terminada em ''ire''. A segunda e a terceira se distinguem pelas desinências das pessoas e isto é bem visualizado em qualquer dicionário. Veja a tabela dos tempos básicos das quatro conjugações.

A seguir, as formas básicas dos verbos ''ser'' (esse) e ''ter'' (habere) no presente do indicativo:

Verbo SER:

ESSE

Verbo TER:

HABERE

Eu sou

Sum

Eu tenho

Habeo

Tu és

Es

Tu tens

Habes

Ele/Ela é

Est

Ele/Ela tem

Habet

Nós somos

Sumus

Nós temos

Habemus

Vós sois

Estis

Vós tendes

Habetis

Eles/Elas são

Sunt

Eles/Elas têm

Habent


Página anterior Próxima página